Prof. Everton Renaud
Diretor Geral Trilhas do Saber
Mestre em Educação pela UFPR

Um belo dia você se dá conta que o seu bebê está crescendo e que chegou sua hora dele se desenvolver ainda mais enquanto você volta para sua rotina de trabalho. Todos os pais passam pela etapa de escolher a escola de seus filhos, especialmente depois que passa a licença maternidade, e tanto pai quando mãe saem para o trabalho. Essa fase é cheia de visitas, procuras, conversas e dúvidas. Afinal de contas, como escolher uma boa escola de educação infantil para deixar os filhos?

A tomada de decisão é individual, e cada família consegue reconhecer o momento certo para isso. Mas algumas dicas sobre o assunto podem ajudar a família a pensar na sua escolha e optar por um caminho mais tranquilo. A primeira importante dica é conhecer as escolas. Os pais podem partir de uma lista de escolas próximas ao seu trajeto, tanto mais perto de sua casa como mais perto do seu trabalho. E então, é hora de começar as visitas para conhecer em detalhes cada escola. Como a escolha da escola de Educação Infantil envolve muitas variáveis, é necessário visitar cada escola e conversar com sua equipe para poder comparar suas opções. A comparação de preço só vem depois de conhecer tudo o que a escola tem a oferecer.

Outra análise importante é perceber o quanto os valores vividos na escola combinam com os valores familiares. Aproveite a conversa na escola para identificar esses valores. Observe o clima da escola e o seu perfil de trabalho. Esses itens são reconhecidos no projeto pedagógico que a escola possui e também na sua rotina. É importante perceber de que forma a escola se compromete com o desenvolvimento das crianças, contemplando todas as potencialidades que a idade tem para formar um ser humano integral. As escolas possuem profissionais preparados e modelos metodológicos que permitem cuidar das crianças e promover o seu crescimento emocional, cognitivo, motor e físico em diversos âmbitos; e, por isso, a estrutura usada na escola – que pode mesclar o acolhimento e aconchego dos espaços de casa com os espaços adequados para movimentação e desenvolvimento das crianças; e o cardápio são assuntos que também devem ser conhecidos.

Para além do horário de aula, veja se a escola oferece atividades extras que sejam de interesse da criança, como esportes, idiomas e música. Isso pode ajudar a família não tenha a disponibilidade para levar e buscar seu filho em diferentes locais o dia todo. Os programas diversificados das escolas, como ensino bilíngue, mesmo na educação infantil são muito importantes, pois as atividades são direcionadas ao nível de desenvolvimento de cada criança e agregam muito valor em sua aprendizagem. A escola é uma parceira no desenvolvimento das crianças, e num trabalho conjunto com os pais promove o seu crescimento e formação humana e integral.